domingo, 5 de outubro de 2014

A cultura da inovação como uma revolução silenciosa: a abordagem das Capacitações Dinâmicas

Prezados

O título acima é de um dos dois artigos que apresentarei no ENEGEP 2014, no dia 07 de outubro, próxima terça-feira.

Segue o resumo e para quem tiver interesse em conhecer o artigo, basta acessar os anais do eventos ou me solicitar uma cópia, que enviarei por e-mail. 

 
Resumo: Em uma economia cada vez mais baseada em conhecimento, a cultura, que na representação neoschumpeteriana assume o papel de rotinas e capacitações organizacionais, é a raiz de toda inovação. Assim, a Dinâmica da Inovação Organizacional é um tema de crescente relevância para as empresas e, apesar de décadas de pesquisas sobre Capacitações Dinâmicas, importantes aspectos conceituais permanecem ainda sem resposta. Este artigo tem por objetivo propor, de uma perspectiva de decisão estratégica, uma conceituação que permita melhor entender como diferentes níveis de rotinas são os blocos de construção e aperfeiçoamento das capacitações, tanto das operacionais, quanto das dinâmicas, que viabilizam o Aprendizado Organizacional. Os resultados enfatizam a importância da reflexão crítica sobre as atividades relacionadas à criação do Conhecimento Organizacional e às Inovações Organizacionais. Estas deveriam ser estratégicas e sistemáticas. Há assim a necessidade de um referencial teórico capaz de suportar novas pesquisas empíricas sobre a Gestão Estratégica, que possibilite a busca da Eficiência Adaptativa, a qual deve sempre ser diferenciada de simples atividades operacionais ligadas à Eficiência Alocativa.

 
Forte abraço
 
Fernando Goldman

Nenhum comentário: